Loading...

HOJE

23

OUTUBRO

1 DE MARçO DE 2012
Play Antes
Pause Antes
O PROGRAMA 
O PROGRAMA

A Fiat se prepara para mais um marco em sua história, após 36 anos da inauguração de sua primeira fábrica no Brasil e 10 anos de liderança no mercado nacional.

O Programa Pernambuco vai construir um novo polo industrial no Nordeste e beneficiar diretamente milhares de pessoas. Esse projeto abrirá uma nova frente de desenvolvimento econômico-social no país.

 

PERGUNTAS  E RESPOSTAS Tire suas dúvidas sobre a nova fábrica da Fiat

Quais serão as principais características da nova fábrica?

Com 14 milhões de metros quadrados em área contínua, o terreno está localizado no município de Goiana, Zona da Mata Norte de Pernambuco, a 80 metros acima do nível do mar e oferece condições topográficas favoráveis ao empreendimento. Assim, a fábrica da Fiat em Pernambuco já nasce mais integrada, como centro de um polo automotivo que poderá expandir-se por meio da construção de um segundo parque de fornecedores em terreno à parte, situado entre os municípios de Goiana e Recife. A Fiat também manterá um centro logístico em Suape, com importância estratégica para o Programa.

Por que instalar-se em Pernambuco?

A opção da Fiat pela região Nordeste do país, mais especificamente por Pernambuco, se fundamenta na orientação desenvolvimentista adotada pelo Governo do Estado, nas condições logísticas adequadas e na posição geográfica estratégica. Pernambuco se consolida como o Estado que mais se desenvolve no Nordeste, a região com maior potencial de elevação do consumo entre os brasileiros. Dessa forma, o forte e sólido compromisso que a Fiat tem com o crescimento socioeconômico do país vai de encontro a estes objetivos.

Só há vagas para trabalhadores de construção civil e de operação?

Não. Há e haverá grande demanda para vários tipos de cargos operacional, tático, especialista e gestão. A fábrica será um polo irradiador de capacitação de mão de obra não apenas para produzir automóveis, mas também para projetá-los e desenvolvê-los.

Quantos trabalhadores o projeto empregará?

Há duas fases. Na primeira, que é a fase de construção civil, serão empregados mais de 7 mil trabalhadores. Quando o polo automotivo estiver em operação, serão empregados cerca de 4,5 mil trabalhadores na produção.

A Fiat ajudará a cidade a se preparar para esse crescimento repentino no que diz respeito a infraestrutura, segurança e serviços?

Os governos do Estado e dos municípios envolvidos e a Fiat estão trabalhando em conjunto para que o processo de desenvolvimento da região se dê de forma sustentável e positiva para todos.

A Fiat terá alguma ação de compensação para possíveis danos que a entrada de um grande contingente de pessoas de fora pode causar?

O projeto foi pensado de forma a não causar um grande fluxo migratório na região. Com o planejamento que foi feito, a Fiat acredita que será possível completar esse empreendimento com a força das pessoas da região e criar uma parceria duradoura e frutífera entre a empresa e a comunidade.

Como a fábrica influencia a economia?

Por seu poder irradiador sobre a economia, o mercado de trabalho e sobre a educação e qualificação, o polo automotivo projetará seus efeitos por todo o Estado e toda a sociedade, através da geração de riquezas, de renda, de capacitação, de emprego, de melhoria da infraestrutura, da oferta de educação, da expansão da prestação de serviços, entre outros.

Por que um campo de provas?

O polo automotivo contará com um campo de provas de nível mundial para executar todos os testes de veículos da América Latina, com oportunidades também para teste do setor de powertrain. A Fiat ainda não tem, no Brasil, uma estrutura para realizar testes de veículos de produção, protótipos, novos lançamentos etc. A Fiat realiza todos os testes em estradas públicas e/ou recorre à Itália. O campo de provas da fábrica de Goiana tem por objetivo atender todos os requisitos em termos de desenvolvimento e de realização de testes continuamente, e também poderá suportar a promoção de treinamento e convenções de concessionários, convenções de imprensa e outros.

A Fiat não tem receio de instalar-se em uma região sem tradição no setor?

A Fiat tem em seu DNA a marca do pioneirismo. Foi a primeira indústria automobilística brasileira a instalar-se fora do cinturão industrial de São Paulo. Ao inaugurar sua fábrica em Betim (MG) em 9 de julho de 1976, a empresa tornou-se fator decisivo para a industrialização daquele Estado. Ao longo de sua consolidação, a montadora promoveu um processo de ‘mineirização’, atraindo para a área de influência da fábrica inúmeros fornecedores, que hoje aportam 70% da demanda de componentes num raio de até 150 quilômetros da nossa planta em Betim. A presença da Fiat mudou a face da economia mineira. Ao longo de seus 36 anos no Brasil, a Fiat produziu mais de 12 milhões de veículos. A empresa é líder de mercado por dez anos.

Quantas empresas de autopeças virão para Pernambuco? O projeto manterá a fábrica de motores e câmbio?

Devem instalar-se no polo automotivo cerca de 30 a 35 fornecedores de primeiro nível. A instalação de uma unidade de produção de motores e transmissões ainda não está decidida. É uma questão sob análise estratégica.

Como estão as licenças necessárias às obras?

Todas as licenças e processos para sua obtenção estão dentro dos prazos regimentais e de acordo com o cronograma para o início das obras em 17 de setembro de 2012.

Qual a importância do setor automotivo para a economia do país?

O setor automotivo e sua cadeia produtiva respondem por mais de 5% do Produto Interno Bruto (PIB) total do Brasil e por 23% do PIB industrial. Ele é denominado “indústria de indústrias”, tamanha a sua capacidade de estruturar parques de empresas fornecedoras de matéria-prima e componentes em seu entorno.

buttonbuttonbuttonbuttonbuttonbutton
SOBRE  A OBRA

 

A fábrica da Fiat em Pernambuco será instalada em um terreno com 14 milhões de metros quadrados de área contínua, no município de Goiana. Ele comporta um complexo polo automotivo, composto pela fábrica, parque de fornecedores, centro de treinamento, centro de pesquisa e desenvolvimento, pista de testes e campo de provas. A concentração de todos esses processos produtivos em um mesmo parque industrial vai possibilitar o aumento da eficiência na linha de montagem.

Até a inauguração serão aproximadamente dois anos de obras. A terraplenagem começou em janeiro de 2012 e o início da produção está previsto para 2014.

 

SOBRE
buttonbuttonbuttonbutton
Ver Mais Notícias

28/05/2014

Fiat Chrysler, Governo do Estado e Prefeitura do Recife assinam carta de intenções para viabilizar centro de engenharia

A Fiat Chrysler, o Governo do Estado de Pernambuco e a Prefeitura do Recife assinaram hoje carta de intenções para …

28/05/2014

Polo Automotivo Fiat Chrysler vai gerar mais de 2 mil empregos até o final deste ano

O Polo Automotivo Fiat Chrysler, em Goiana, na Zona da Mata Norte de Pernambuco, vai criar, até o final deste …

28/05/2014

Fiat Chrysler e Governo realizam reunião de avaliação das obras do Polo Automotivo

A Fiat Chrysler e o Governo do Estado de Pernambuco realizaram nesta quarta-feira (2) reunião de trabalho para acompanhar a …

buttonbuttonbutton
GOIANA
GOIANA  E REGIÃO

Goiana está a 62 km de Recife e a 52 km de João Pessoa, na região conhecida como Zona da Mata Norte. É um ponto estratégico para a produção industrial: em um raio de 100 km, situam-se dois aeroportos internacionais e três portos.

buttonbuttonbutton